topbanner
Conteúdo Principal
Marinha Portuguesa - Instituto Hidrográfico - 60 Anos de conhecimento do Oceano

Marinha homenageou os 15 tripulantes do Caça-minas Roberto Ivens

No dia 26 de julho de 1917, este navio encontrava-se em missão entre o Cabo da Roca e o Cabo Espichel e embateu numa mina que causou o seu afundamento.
As minas tinham sido largadas por um submarino alemão para barrar o acesso ao porto de Lisboa. Os destroços do navio foram identificados em fevereiro de 2016, a 9 milhas a SSW do Bugio, numa campanha hidrográfica realizada pelo Instituto Hidrográfico e promovida pela Comissão Cultural de Marinha, em colaboração com a Universidade Nova de Lisboa, no âmbito das comemorações do centenário da entrada de Portugal na Primeira Grande Guerra.

O vídeo aqui partilhado foi apresentado durante a cerimónia de homenagem da Marinha e inclui as imagens dos destroços do navio obtidas, no início deste mês pelo Instituto Hidrográfico, a partir do ROV (veículo submarino operado remotamente). Brevemente, iremos divulgar um filme explicativo com imagens dos dados do multifeixe, obtidos durante a campanha de identificação do navio.

  2017-08-01    63 / 63 / 85273;