Levantamento Topo-hidrográfico na praia de São Torpes

A Brigada Hidrográfica (BH) encontra-se em preparativos para iniciar a primeira campanha de 2020 em Sines com uma duração prevista de 4 semanas.

Este trabalho decorre da solicitação da Administração dos Portos de Sines e do Algarve (APS), no âmbito da monitorização plurianual de acompanhamento dos efeitos das estruturas portuárias do porto de Sines na evolução da zona costeira adjacente, com enfase na zona de São Torpes. Este projeto tem uma duração prevista de 5 anos e envolve trabalhos multidisciplinares da BH, e as divisões de Hidrografia, Geologia Marinha e Oceanografia.

Para esta campanha está previsto realizar levantamentos hidrográficos (LH) com sistema multifeixe de alta resolução, sondagens de feixe simples (SFS) e topografia de praia, com recurso à UAM Atlanta, bote e homem apeado, respetivamente.

Esta campanha pretende caraterizar toda a área envolvente à paria de S. Torpes que vai desde os 20 metros de profundidades até à totalidade do areal.

Os preparativos para um LH consistem na montagem do sistema multifeixe a bordo da UAM Atlanta (imagem 1 e 2) e realizar os respetivos testes, montagem e testes ao SFS instalado no bote, planeamento e treino dos homens apeados para a topografia de praia.

Esta preparação e treino prévios da missão prende-se com três fatores:

- A grande extensão da praia de S. Torpes (1700 m) cujo planeamento das fiadas é de 20 em 20 metros perpendiculares à praia, e que perfaz um total de 84 fiadas (imagem 3);

- Ser necessário realizar no mesmo dia a topografia de praia (baixa-mar) e LH com o sistema de feixe simples (Praia-mar) por forma a haver sobreposição dos dados;

- O ciclo de maré que apenas permite 2 horas e meia para realizar cada uma das tarefas.

Como tal, todo o pessoal tem que estar bem treinado, equipamentos testados para que nada falhe no dia do levantamento.

  2020-03-09    89 / 88 / 45663;