topbanner
Conteúdo Principal
Marinha Portuguesa - Instituto Hidrográfico - 60 Anos de conhecimento do Oceano

Jornadas de encerramento do “Projeto GUAD20 – Guadiana, Património Natural Navegável”

As Jornadas de Encerramento do “Projeto GUAD20 – Guadiana, Património Natural Navegável”, do Programa INTERREG V-A 2014-2020 Espanha-Portugal, decorreram no dia 7 de julho de 2021, nas instalações do Porto de Huelva, nas quais estiveram presentes as três entidades que desenvolveram o projeto, representadas pelos seus maiores dignatários, o Diretor-geral do Instituto Hidrográfico, Contra-almirante Carlos Ventura Soares, o Diretor-geral da Agência Pública de Puertos da Andaluzia (APPA), Rafael Merino López e o Diretor-geral da Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM), José Carlos Simão, que participaram no painel de abertura assim como a presidente do Porto de Huelva, Pilar Miranda que gentilmente cedeu as instalações para a realização do evento.

O Projeto GUAD20 – Guadiana, Património Natural Navegável”, decorreu entre 2017 e 2021 e teve como objetivo reabilitar a navegabilidade em segurança do rio Guadiana no troço internacional entre Vila Real de Sto António e o Pomarão.  

O evento contou com a presença de diversas entidades regionais e locais, como por exemplo as câmaras municipais e as capitanias de ambas as margens e seguiu com um conjunto de apresentações técnicas, em que cada um dos parceiros expôs detalhadamente o trabalho desenvolvido. A apresentação efetuada pelo Capitão-de-fragata Delgado Vicente descreveu os contributos do IH, realçando os levantamentos topo-hidrográficos, a caracterização físico-química de sedimentos e a produção das primeiras cartas náuticas, da série fluvial da via navegável do Guadiana e das correspondentes cartas eletrónicas de navegação Inland: CN 26F21 (da Ponte Internacional do Guadiana a Alcoutim); CN 26F22 (de Alcoutim ao Pomarão).

Os levantamentos hidrográficos realizados com o sistema sondador multifeixe garantiram a cobertura batimétrica completa na generalidade do troço internacional, e foram topografadas todas as infraestruturas portuárias existentes nas duas margens (em Portugal e Espanha) incluindo as novas estruturas, construídas pela APPA, no âmbito do projeto. A caraterização físico-química de sedimentos, restringiu-se à zona entre Alcoutim e Pomarão, sustentando, conforme exigido nos termos legais, as operações de dragagens que foram necessárias efetuar nesta zona para regularizar o fundo, trabalho que ficou sobre a cargo da DGRM. O IH prestou ainda apoio técnico à DGRM na redefinição do traçado do canal de navegação através do projeto de assinalamento fluvial (Alcoutim a Pomarão).

Na cartografia, o fólio da série fluvial para o rio Guadiana, estabelecido e produzido pelo IH (entidade responsável pela produção da cartografia náutica nacional), é constituído por duas cartas náuticas em papel e pelas correspondentes cartas eletrónicas de navegação Inland: CN 26F21 (da Ponte Internacional do Guadiana a Alcoutim) composta por 8 folhas; CN 26F22 (de Alcoutim ao Pomarão) composta por 4 folhas.

  2021-07-13    76 / 75 / 78752;